Our Gallery

Our Contacts

27 Division St, New York, NY 10002, USA

iRecco@mail.com energy.IRecco@mail.com

+1 (800) 123 456 789
+1 (800) 321 456 746

Sistema de outorgas de água desenvolvido pela Zetta-UFLA promove aproveitamento dos recursos hídricos com mais sustentabilidade em diversos estados

Mesmo com 12% das reservas de água doce superficial do mundo e alguns dos maiores reservatórios subterrâneos de água, o Brasil ainda não possui uma distribuição correta de seus recursos hídricos. Para promover uma gestão mais eficiente desses recursos, a Agência UFLA de Inovação, Geotecnologia e Sistemas Inteligentes – Zetta desenvolveu uma plataforma que permite uma melhor eficiência nos processos de outorga de água, uma autorização necessária para quem precisa usar a água diretamente dos corpos d’água.

O órgão fiscalizador dos usos de recursos hídricos nos corpos de água de domínio da União é a Agência Nacional de Águas (ANA), porém cada estado possui seu próprio sistema de regulamentação. Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul e Santa Catarina já possuem um Sistema de Recursos Hídricos desenvolvido  pela Zetta, de acordo com suas legislações estaduais. “O SiOut  une administração, gestão e  transparência em um único lugar, fornecendo uma previsão de disponibilidade  hídrica de acordo com a bacia selecionada pelo usuário”,  como explica a Product Owner (PO) da Zetta, Alice Barros.

Conforme Alice, quando um usuário faz uma solicitação, o SiOut calcula a capacidade hidrográfica da bacia daquela região, para saber o quanto é possível retirar de água daquela localidade. O sistema auxilia ainda na distribuição da água de forma mais justa para a população, destinando melhor a água às concessionárias e às redes de abastecimento de determinados distritos que não tem abastecimento público.

Para o chefe da divisão de outorga, do departamento de gestão de recursos hídricos e saneamento da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul, Carlos Silveira, “o SiOut possibilita em termos de fiscalização, o conhecimento  de todas as intervenções que são atualmente autorizadas por parte da divisão de outorga. Esse conhecimento com base em informações georeferenciadas possibilita a programação de vistorias de campo, a busca de informações acerca de regularidades, sendo nossa ferramenta fundamental hoje para todas as ações nesse sentido”.

Em tempos de pandemia, o gestor lembra que o sistema foi de grande importância para o órgão, e aumentou em 100% a produtividade dos servidores e funcionários em relação a quantidade de análises de processos. Um ganho para toda sociedade conforme comenta também Alice “os benefícios do SiOut para a sociedade são diversos, além da administração real  e factível dos recursos hídricos no estado, ele  analisa e traz uma gestão real e transparente para toda a sociedade  para onde está sendo destinada esse uso da água, para qual tipo de solicitação, qual intervenção e porque aquele usuário e empreendedor está captando e precisa de água”, completa.

Em Santa Catarina,  o SiOut desenvolvido pela Zetta  está em fase de implementação. O gerente de negócio, Márcio Santana comenta que com o sistema de outorga de água naquele Estado será possível uma gestão inovadora, reforçando a agenda do desenvolvimento econômico e sustentável, os quais são um dos objetivos da Zetta enquanto agência de inovação. “As ações de governo poderão ser pautadas por uma plataforma de inteligência de negócios que moderniza a gestão de recursos hídricos e assegura qualidade e quantidade de água aos catarinenses”, disse Márcio.

Atualmente, a Zetta apoia a Agência Nacional de Águas (ANA) em um plano para amparar os Estados que não possuem sistemas de gestão de outorga. Para quem faz parte do projeto e vê os benefícios sendo colhidos, o sentimento é de gratidão. “Esse projeto agrega a vida da nossa sociedade e  impacta diretamente o Brasil. É essencial que  a água como fonte vital de vida seja preservada, regularizada para o bem comum e consumo de todos”, finaliza a PO Alice.